In This Section      
 

Zika Vírus: Respostas para perguntas comuns

Com a cobertura intensa da mídia sobre o Zika vírus, é natural ficar ansioso sobre o assunto. Mas é importante conhecer os fatos. 

Sobre o Zika

O que é o Zika vírus?

O Zika é um vírus transmitido por um mosquito, similar à dengue, febre amarela e vírus do Nilo Ocidental. A infecção do Zika é primeiramente espalhada pelos mosquitos do Aedes aegypti.

Quais os sintomas do Zika vírus?

Os sintomas deste vírus geralmente são leves e incluem febre, erupções cutâneas e dores nas articulações. As pessoas infectadas com o Zika vírus raramente precisam de hospitalização. Somente cerca de uma em cada cinco pessoas infectadas demonstrarão qualquer sintomas.

Como o Zika vírus é espalhado?

O Zika vírus é espalhado primariamente através da picada de mosquitos infectados. Se uma mulher grávida for picada por um mosquito infectado, a infecção pode atravessar a placenta, infectando o feto. O vírus também já foi transmitido em relação sexual, e através de transfusão de sangue ou exposição laboratorial. Transmissão por relação sexual é considerada rara.

Como o Zika é diagnosticado?

Zika vírus é diagnosticado através de exame de sangue. Se você está com febre, erupção cutânea, dor nas articulações e olhos vermelhos, especialmente após uma viagem recente para um país afetado ou foi picado por um mosquito, por favor, vá ao seu provedor de cuidados médicos, ele(a) poderá determinar se será necessário um exame de sangue. Urina também pode ser coletada se você apresentou recentemente ou ainda apresenta os sintomas.

Como o Zika vírus é transmitido através de contato sexual?

Existem evidências de que o Zika vírus possa ser transmitido sexualmente de um homem para seu/sua parceiro(a), especialmente se ele apresentar os sintomas. Neste momento, não há evidências de que as mulheres possam transmitir o Zika vírus para seus parceiros parceiros sexuais, embora o fato esteja sendo investigado. Se um homem vivem, viajou ou planeja viajar para uma área afetada pelo Zika vírus e seja sexualmente ativo, o uso de preservativo em todas as relações sexuais pode reduzir as chances de transmissão do Zika vírus. No entanto, abster-se de ter relação sexual por várias semanas após a viagem para uma região afetada é a melhor forma de garantir que isso não ocorra. Homens morando ou visitando essas áreas deverão também tomar providências para prevenir-se contra a picada do mosquito transmissor. Se uma mulher está preocupada que seu pareceiro possa ter ou teve Zika, ela deverá falar com seu provedor de cuidados médicos sobre o histórico de viagens do seu parceiro, incluindo o período de estadia, se ele usou ou não formas de prevenção contra picadas de mosquitos e se eles tiveram relações sexuais sem o uso de preservativo desde que o parceiro retornou de viagem. Tal como acontece com outras formas de transmissão, existe um risco principal no desenvolvimento do feto de mulheres que estão grávidas ou tentando engravidar.

Uma infecção anterior por Zika pode levar uma mulher a ter um bebê com microcefalia posteriormente?

Não existe uma evidência atual que mostre que o Zika vírus apresenta risco de infecção para os nascidos após a total eliminação da infecção da corrente sanguínea. O Zika vírus geralmente permanece no sangue de uma pessoa infectada por cerca de uma semana, mas pode ficar presente mais tempo no sêmen.

Por que as mulheres grávidas são particularmente infectadas pelo Zika vírus?

Zika durante a gravidez foi associada com a microcefalia e outras anormalidades neurológicas. Enquanto essas conexões ainda estão sendo estudadas, o significante aumento nos casos de microcefalia em países afetados pelo Zika têm sido motivo de preocupação. Para mais informações sobre como o Zika vírus afeta a mulher grávida, leia Zika virus respostas para perguntas comunas a partir de Dra. Jeanne Sheffield.

Existe uma vacina ou tratamento para o Zika vírus?

Vacinas e tratamentos estão sendo estudados, mas ainda não há nenhuma medicação disponível para prevenir ou tratar a infecção por Zika. Se você apresentar os sintomas, esses podem ser tratados com muito descanso, fluídos para prevenir a desidratação e acetaminofeno para febre. Se você estiver grávida, você continuará a submeter-se a monitoramento regular para observar as anormalidades fetais pós sintomas.

Como eu me protejo?

A melhor forma de se proteger é limitar sua exposição por não viajar para países afetados pelo surto de Zika. Para as mulheres que estão grávidas ou planejam ficar e, precisam viajar para uma área afetada: Use camisetas de manga longa e calças para limitar a exposição da pele. Fique dentro de casa em local monitorado e/ou com com ar condicionado o máximo possível. Utilize rede de proteção contra mosquito. Mulheres grávidas podem seguramente usar repelentes aprovados pela Anvisa com DEET ou permetrina. Se uma mulher grávida ou tentando engravidar está preocupada que seu pareceiro possa ter ou teve Zika, ela deverá falar com seu provedor de cuidados médicos sobre o histórico de viagens do seu parceiro, incluindo o período de estadia, se ele usou ou não formas de prevenção contra picadas de mosquitos e se eles tiveram relações sexuais sem o uso de preservativo desde que o parceiro retornou de viagem.

Existe a preocupação de que o Zika se espalhe pelos Estados Unidos?

Na área continental dos Estados Unidos existe uma linhagem de mosquitos que podem ser infectados e espalhar o Zika vírus, incluindo o Aedes aegypti. Por favor, clique aqui para ver um mapa do Centro de Controle e Prevenção de Doenças sobre a distribuição aproximada do mosquito Aedes pelos EUA. Assim, ainda não há nenhuma localidade com casos de Zika vírus na área continental dos EUA, somente casos relacionados a viagens. Os especialistas da Johns Hopkins acreditam que os esforços para o controle do mosquito e o uso generalizado de ar condicionado neste país deve dar a retardar a proliferação do Zika nas áreas continentais dos EUA.

 

Sobre recomendações internacionais para viagens

Quais são as atuais recomendações com relação a viagem para países afetados na América do Sul ou Central e do Caribe?

Os Centros de Controle e Prevenção da Doença mantém uma lista atualizada dos países onde o surto de Zika aconteceu. Para qualquer um que esteja viajando para essas localidades, evitar picadas do mosquito é a melhor forma de evitar a exposição ao Zika vírus. Mulheres grávidas devem conversar com seu ginecologista/obstetra se elas podem viajar para uma área afetada, bem como tomar as precauções necessárias para se prevenir contra as picadas do mosquito. Para mulheres grávidas que viajaram para os países afetados pelo Zika, seu médico vai realizar exames de sangue para verificar a evidência de infeção pelo Zika vírus. Você também deverá realizar no mínimo um ultrassom para avaliar o seu feto para infecção. Se um homem viaja para uma área afetada pelo Zika vírus e a esposa está grávida, eles devem abster-se de relação sexual ou usar o preservativo consistente e correto durante o sexo no período de gravidez.